domingo, 2 de dezembro de 2012

Um dia na cidade de Pedranta - parte I

Dizem os antigos 
que aqui existiu a cidade de Pedranta. 
No alto destas falésias, os homens do Neolítico fundaram uma das primeiras cidades. Viveram, cultivaram os primeiros campos, cuidaram dos seus animais e sepultaram os seus mortos. Na praia da Samarra 
( Sintra), numa das margens, situa-se a estação arqueológica e jazidas.
Com uma paisagem de cortar a respiração, num dia de Sol e muito frio de (quase) Inverno, descemos a estas paragens, caminhámos por entre trilhos e com ventos de gelar. 
Aprendemos como viviam estes homens, porque teriam escolhido este sítio, como seria o nível do mar, o rio, o clima... As mudanças, as conquistas e descobertas, a roda, o fogo, a agricultura.  Explorámos as nascentes e cascatas que caíam dos penhascos, os animais que por aqui vivem...
 Procurámos peixes no rio, coelhos pelas sebes, pegadas de aves...

  

 Andámos à caça de "pedras-de-raio", pedras polidas e negras, que serviriam possivelmente para machados,no desbravar das matas para preparar os primeiros terrenos de cultivo, na caça ( e quem sabe, no fogo)e tão preciosas, que acompanhavam os mortos na sua sepultura.
A manhã já ia no fim e a Aventura pelos tempos antigos, pelas histórias e pela História, ainda estava no começo....


Sem comentários:

Enviar um comentário