sábado, 10 de novembro de 2012

Batalha da Roliça - parte II

A 17 de Agosto de 1808, deu-se a Batalha da Roliça.
Do cimo desta ravina, podemos ver o vale onde se travou tão duro combate.
Fomos "soldados por uma tarde" e conhecemos um bocadinho da nossa história.


Durante a primeira invasão francesa, defrontaram-se aqui as tropas anglo-portuguesas e  francesas.


Fomos o Regimento de Cavalaria nº6, Cavalaria de Lisboa, Regimento de Infantaria nº 12, Caçadores do Porto...

 Conhecemos as fardas, cada Unidade com a sua faixa de cor, chapéu e divisas. 
A bandeira....
"Seis soldadinhos
logo de manhã
tocavam tambor
rataplan-plan-plan...."

 Depois.....caaaaargaaaaa ao inimigo!
E claro: a divisão do saque (uma bala de canhão...de doces! ;) )

E já no fim do dia, depois da batalha ganha, tal como na verdadeira história,
ainda tivemos forças para visitar um outro lugar, mesmo ali ao lado, mas de diferente época ainda:
o Castro da Columbeira, com cerca de 4.000 anos.

 Da Idade do Cobre, também ele contempla a ravina e o vale...

Batalha da Roliça - parte I


 Era uma vez....há muito, muito tempo:
E foi assim que começou a nossa aventura. Mesmo muito tempo antes da Batalha da Roliça.
Cerca de 30.000 anos a.C. ( isso mesmo, leram bem) e já estas paragens eram habitadas...



A manhã começou no Vale do Roto, perto do Bombarral, com a visita à Gruta Nova da Columbeira 
e Lapa do Suão 
( e não são duas mas, provavelmente, mais do que as cinco que visitámos).


 Durante muito tempo, foi aqui que viveu o homem de Neanderthal....
segundo objectos encontrados nestas grutas.


 Actualmente, são habitadas por pequenos animais roedores e morcegos que dormem tranquilos, apesar da nossa visita.

De lanternas e capacetes, explorámos todos os recantos,


 E voltámos à superfície, para subirmos ainda mais pela encosta...


  E novamente, debaixo de terra!


 Subimos...descemos...subimos...descemos...


O lugar era fantástico, cheio de vegetação.
O ruído do ribeiro lá em baixo, a vista das antigas azenhas, o cheiro da terra molhada, o chilrear dos pássaros, o Sol a começar a aquecer....


Medo do escuro, do desconhecido?....receio das aranhas e morcegos?...
das alturas?...
Pfffffff...


E subimos...e descemos...e...

 Continuámos a nossa aventura com um grande piquenique!
Mas essa é uma outra história...


quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Novos desafios!

Aceitámos participar em vários desafios da "Ciência Viva", projectos que nos permitirão aprender e conhecer coisas novas. Aqui estão eles!



terça-feira, 6 de novembro de 2012

Samhain e o "nosso" charco.






 Parque da Ribeira dos Mochos, em Cascais.


A manhã começou assim: observar, desenhar, medir: conhecer o charco.

E o que o rodeia...

E depois: Samhain!

Os preparativos: fazer uma máscara e pintá-la, aprender antigos costumes 
( sabiam que se vestia a roupa do avesso e virada para trás, para enganar os "espíritos"?)
Apanhar ramos e troncos para construir uma vassoura e lenha para a fogueira...
E, de vassoura....

voar sobre a fogueira, cantando... Pequenos e Grandes Coiotes, todos celebrámos!

Como diz a tradição, esculpimos as nossas... "abóboras"?!
Pois é, originalmente eram feitas com nabos, beterrabas...

 E não era uma fogueira qualquer...mnham, mnham!


A meio da tarde, construímos casinhas para os "Aos Sí"...

 E pendurámos-las nos ramos das árvores...
Quando fomos visitá-las de novo, estavam cobertas de "pó de fada" dourado....

Ainda tivemos tempo para subir ao "forte", brincar, escalar, correr...

Que dia delicioso!