sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Aventura: "A rainha das rãs não pode molhar os pés"

Parque Urbano da Ribeira dos Mochos, Cascais.



"Era uma vez um lago, e nesse lago havia rãs.


 Rãs que passavam os dias a fazer coisas de rãs:



 saltavam e apanhavam moscas, dormiam sestas


ou brincavam com as libélulas."

 (...)

 "Era uma vez, e ainda é, um lago. Nesse lago, havia rãs, e ainda lá estão.


 "Nas noites de Verão todas as rãs cantam juntas a velha canção de sempre, aquela que diz

GROAC, GROC, GROAC."

("A rainha das rãs não pode molhar os pés", de Davide Cali e Marco Somà)

Aventura: Festa de Inverno.

 Peninha, Parque Natural Sintra-Cascais.

 Celebrar a vida
o mar
 a terra
 os homens antigos
 os astros
 o horizonte
 as pedras sábias

 Celebrar o Tempo
 o caminho
 os caminhos

 Celebrar a água
 o silêncio, mesmo quando pareceria impossível

 Celebrar os outros
 ou então, não celebrar nada...e viver a Aventura!


Aventura: O Segredo do Rio

"Era uma vez um rapaz


 que morava numa casa no campo"(...)


 (...)"Passou o Verão, veio o Outono 

  e, em lugar das chuvas que se esperavam, 

  o sol continuou sempre a brilhar 

  e os dias continuaram muito quentes."

"O rapaz estava feliz 

porque isso permitia-lhe continuar a tomar banho no rio durante o dia 


 e a vir sentar-se à noite na sua margem."


 (...)"este rio tem um segredo e esse segredo é só meu".


( em "O Segredo do Rio", de Miguel Sousa Tavares)